quarta-feira, 9 de novembro de 2011

CAPITÃO AMÉRICA 14(ED.ABRIL)-JULHO DE 1980

"Nesta Edição de CA,nosso Herói se depara com a volta do Caveira Vermelha,seu maior Inimigo.Por Stan Lee e Gene Colan.E ainda:Homem De Ferro em 'Duelo na Dimensão Negra.'"
Scans:Quadrideko(Arrebentando,como sempre:http://quadrideko.blogspot.com/)
Restauração:Baú da Marvel(Dubinho,o Chefe gente boa.)

http://www.mediafire.com/?63qo7hc7hgx72c7



9 comentários:

  1. Senhores, permitam-me contar um pequeno depoimento a respeito desta revista:
    Depois que descobri que muitas revistas de quadrinhos antigas estão sendo escaneadas e disponibilizadas na internet, completei uma coleção que não pude realizar quando adolescente. Hoje tenho uma coleção de muitas revistas clássicas guardadas em meu computador. Certo dia me veio uma curiosidade. Lembrei-me da primeira revista que meu saudoso pai comprou pra mim (eu tinha 10 anos) e pensei em reencontrá-la escaneada na grande rede virtual. Porém, eu só lembrava de quatro coisas:
    1 - O nome do personagem da revista: CAPITÃO AMÉRICA;
    2 - Que, na história principal ele andava de moto;
    3 - Que, numa das histórias havia alguém chamado “VAR LAR” (não sei como depois de 30 anos ainda me lembrava desse nome);
    4 - Eu não me lembrava da capa da revista, mas da 1.ª contra-capa nunca consegui esquecer: Uma propaganda de dois bonecos (um herói e um vilão), da antiga Estrela, da famosa série de brinquedos FALCON. Talvez por causa de minha infância pobre, quando passei noites e noites imaginando possuir aqueles brinquedos (mas nunca consegui) seja a razão de nunca tê-los esquecidos (ficaram grudados em meu subconsciente para sempre).
    Bem, como o personagem CAPITÃO AMÉRICA é muito conhecido no Brasil e teve centenas de revistas, em diferentes editoras (e eu não lembrava da capa), como poderia reencontrar essa revista?
    Mas foi divertido tentar reencontrá-la. Das quatro pistas acima comecei pela 4ª, pois as três primeiras não davam pra chegar a lugar nenhum (existem centenas de revistas do Capitão América, existem centenas de histórias em que ele usa moto, e o nome “Var Lar” não tem ligação com nada conhecido – mesmo assim, ainda tentei descobrir algo ligado a esse nome, porém sem sucesso).
    Então resolvi explorar a pista 4. Tentei descobrir em que período a Estrela fabricou os bonecos FALCON. Isso ocorreu no inicio dos anos 80 (entre 1980 e 1982). Já era alguma coisa. Fui atrás de descobrir quais revistas do Capitão foram publicadas nesse período.
    Encontrei uma lista. Fui olhando todas as capas, tentando reconhecer a que eu procurava. Ainda pensei que talvez ele estivesse de moto na capa, mas não deu certo. Fui novamente atrás do misterioso nome “VAR LAR”. Eu me lembrava claramente que a história onde esse nome aparecia era uma história muito estranha e parecia envolver o passado remoto, com esquisitos animais.
    Peguei toda a lista das revistas do período citado e fui olhando a relação das histórias (eu também lembrava que a história onde aparecia o tal “Var Lar” ficava no final da revista).
    Foi aí que me deparei com uma história esquisita envolvendo o Homem de Ferro. O nome da história era “Duelo na dimensão negra”. Será que a revista era essa? Passei um bom tempo olhando a capa da revista e pouco a pouco ela me foi parecendo familiar.
    Tentei descobrir se havia algum “scan” dela, e para minha satisfação, logo a encontrei (CAPITÃO AMÉRICA, Nº 14, JULHO DE 1980, EDITORA ABRIL). Depois que fiz o download, muito emocionado, comecei a folheá-la. A primeira coisa que vi foi os tais bonecos FALCON na 1.ª contra-capa. Puxa! Que coisa interessante!
    E na primeira história, lá vinha o Capitão montado numa moto. Corri para a última história. Para minha surpresa, quando apareceu um certo herói na tal “dimensão negra”, o nome dele era VAL LAR! Eu errei por uma letra, hehehe!
    Minha investigação tinha chegado ao fim (durou menos de um mês, mas foi muito emocionante).
    Obrigado por tudo, amigos. Vocês são realizadores de sonhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mano!!!!adorei!!!!chorei horrores aqui. Voltei no tempo com essa história. Nós tivemos uma infância difícil mas feliz! Obrigada por ser meu irmão! Te amo!

      Excluir
  2. Obrigado pela emocionante 'carta',Moacir.Eu fico muito satisfeito em poder 'realizar sonhos' como o seu.Criei o Blog exatamente com essa intenção.Pensei:Para quê ter uma coleção de revistas amareladas e deterioradas se não posso nem abrí-las que as páginas soltam todas,apesar de todo o cuidado?Por quê não digitalizá-las e melhor ainda:Lançá-las na Internet,para que todos possam usufruir dessas Edições,difíceis de se encontrar e quando se consegue,o preço é mais salgado que Bacalhau na Páscoa?E o retorno emocional,acima de tudo,não têm preço.Fazer a alegria da galera é muito legal.Algumas revistas,ou os Scans delas, nos fazem viajar no tempo e lembrar nitidamente de fatos e imagens marcantes de nossa vida.E se alguém como você,expressa essa emoção em comentários,o sentimento de missão cumprida é muito satisfatório.Pode acreditar que nossa alegria(Escaneadores,etc...) é ainda maior.Pode acreditar nisso,amigo.Obrigado pela participação e confiança em nosso trabalho.Espero(ou esperamos)continuar proporcionando mais alegrias como a sua.O esforço é grande,mais muito compensador,apesar das dificuldades 'conhecidas'.Um abraço!

    ResponderExcluir
  3. Uau!!! Parabéns pelo relato, amigo Moacir. Ao Flavio por ter criado este blog fantástico; essa "porta da esperança" para todos os amantes e fanáticos por quadrinhos como nós e outros tantos amigos que temos aqui na página ou no grupo do Facebook. Realmente, ter estas edições é algo sem explicação. Eu me lembro que muitas delas eu comprava porque vendia jornal para a banca de revistas e como pagamento eu levava para casa todas as edições do mês (minto. O Conam, por ser mais caro, ficava) e o que eu não conseguia, meu pai ou minha saudosa avó me dava dinheiro para comprar. Eu me lembro da frustração que era chegar na banca do japonês, perto de minha casa, e ver uma pilha de revistas usadas, raridades, e não poder comprar. Hoje é tudo muito fácil. Antes não.
    Quanto às propagandas, eu pirava no Pegasus (aquele carrão da Estrela)mas era apenas um sonho distante. Valeu!!!!

    ResponderExcluir
  4. Emocionante relato do Moacir. Parabéns a equipe do site por possibilitar esses momentos fantásticos de verdadeiras viagens no tempo!

    ResponderExcluir
  5. Nem fale, viajem no tempo mesmo é poder reler toas essas maravilhosas histórias e poder compartilhar isso com amigos, vizinhos e com a geração que nem de longe sabe como é bom ler HQ. Continuem assim pois ainda faltam muitas HQs na minha coleção! kkkkk. Sério Obrigado por esse trabalho maravilhoso e continuem com esse empenho. Todos nós amantes de Quadrinhos agradecemos!

    ResponderExcluir
  6. o anúncio das Escolas Internacionais no meio da revista! Me lembro que sonhava em fazer um curso desses mas não tinha grana. Hoje com a internet tá cheio de cursos grátis. Outra coisa, as cores no gibi são muito legais, hoje em dia colorem com computador mas fica horrivel, eu prefiro esse estilo de cor usado nesses gibis antigos. Se não me engano eram com lápis de cor e mandado pras gráficas, hoje é tudo no computador mas fica um colorido artificial.

    ResponderExcluir